Valorização da vida é tema das reuniões públicas de março


Entre 2011 e 2015, o número de suicídios no Brasil aumentou 12%, de acordo com os dados mais recentes divulgados pelo Ministério da Saúde. Trata-se da quarta maior causa de mortes entre jovens de 15 a 29 anos de idade no país, que ocupa o oitavo lugar no ranking mundial de mortes por suicídio (segundo a Organização Mundial da Saúde). Nesse sentido, o atentado contra a própria vida é considerado um problema de saúde pública, que merece ampla atenção da sociedade. A doutrina espírita, portanto, não pode se furtar da necessidade de acolher, oferecer apoio e implementar ações capazes de contribuir para a prevenção do suicídio e a valorização da vida.

Pensando nisso, em fevereiro, a mocidade espírita do IDE promoveu um mês temático, de forma que todos os encontros – às quintas (20h) e aos sábados (19h) – abordaram o assunto, sob diversas perspectivas. Estratégia semelhante será adotada para as palestras públicas do Instituto, durante o mês de março – às quintas (20h), às sextas (15h) e aos sábados (19h) –, que também terão como objetivo promover reflexões acerca da valorização da vida. Os encontros são abertos ao público interessado. As reuniões serão mediadas/facilitadas por expositores do próprio IDE e de outros centros espíritas da cidade.

Para conferir a programação de palestras, clique aqui. E, durante praticamente todo o horário de funcionamento do IDE, é oferecido o serviço do diálogo fraterno, no qual colaboradores da casa se disponibilizam para conversar sobre quaisquer aflições, à luz da doutrina espírita.